Os melhores locais para se praticar Slackline em Belo Horizonte

Uma fita, dois pontos para amarrá-la e muito equilíbrio: é tudo o que você precisa para se aventurar no Slackline. Dividido em diversas modalidades, que variam de acordo com as dimensões da fita e o local escolhido para a prática, o esporte vem conquistando muitos adeptos em muitos lugares do Brasil, inclusive em Belo Horizonte.

Seguindo a tendência de outras cidades do país, a modalidade mais popular entre os belorizontinos é a chamada Trickline. Geralmente presas a partir de 60 centímetros do chão, as fitas utilizadas no Trickline têm em média 5 centímetros de largura. A distância entre os dois pontos pode variar. Para os iniciantes, o ideal é que ela não ultrapasse 10 metros. As árvores são uma boa opção para sustentar a fita. Por isso, entre os lugares preferidos dos praticantes, estão as praias, praças e parques.

Além do kit, que geralmente é encontrado na faixa de R$ 180 a R$ 250, não é preciso um grande investimento para praticar o Trickline. As roupas e calçados devem ser leves. Alguns preferem praticar descalços. Só não pode usar meia, para não escorregar!

Para quem quiser conhecer melhor o esporte, procurar um grupo é uma boa ideia. Dessa forma, é possível arriscar os primeiros passos e manobras na fita, antes de decidir investir em um kit. Belo Horizonte possui vários locais  indicados para a prática de Slackline. Saiba quais são os preferidos dos praticantes e por quê:

Praça do Papa

Um dos cartões postais de Belo Horizonte, a Praça do Papa oferece vários “spots” (termo usado entre os adeptos do Slackline para se referir a locais ideais para a prática do esporte). Localizada ao pé da Serra do Curral, no bairro Mangabeiras, zona sul de BH, a praça recebe um púbico diversificado, entre jovens casais e grupos de amigos, pais e filhos, donos de cachorros e quem adora fazer piquenique. Nos finais de semana, a movimentação é grande.

Os melhores spots para praticar Slackline ficam na área verde, no entorno da praça. Antes de ir à Praça do Papa, é bom ficar atento à programação: o local costuma receber alguns shows, festivais e outros eventos com grandes públicos.

Praça JK

Também na região sul de BH, no bairro Sion, a Praça JK costuma atrair muitos atletas amadores. Contando com estrutura privilegiada, com pistas de cooper e ciclismo, equipamentos de ginástica e campo de futebol de areia, a praça oferece ainda estacionamento próprio.

Nas áreas verdes são encontradas muitas árvores e opções de spots para praticar. Sempre movimentada no início da noite durante a semana, enquanto aos finais de semana é mais frequentada pela manhã, a Praça JK tem sido uma das opções preferidas dos fãs de Slackline.

Praça da Assembleia

Localizada no bairro Santo Agostinho, na região central da cidade, a praça abriga o Palácio da Inconfidência, onde funciona a Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Oferecendo playground para as crianças e mesas de xadrez para os adultos, a praça atrai muitos pais e filhos nos finais de semana. Ainda em seu interior, cercada por jardins projetados por Burle Marx, encontra-se a igreja Nossa Senhora de Fátima.

Bastante arborizada, a Praça da Assembleia é um prato cheio para os fãs de Trickline. Mas antes de amarrar sua fita, escolha bem as árvores. Não é qualquer tronco que vai suportar a tensão imposta pelo equipamento.

Marco Zero

Localizado na orla da Lagoa da Pampulha, em frente ao Parque Ecológico da Pampulha, o Marco Zero é um tradicional ponto de encontro de corredores e ciclistas. Oferecendo estacionamento próprio e extensa área verde, o Marco Zero recebe um público mais jovem, principalmente aos finais de semana.

Com diversos spots para a prática de Slackline, o lugar é um dos preferidos dos adeptos do esporte. Mas antes de sair de casa, é bom conferir o clima. O vento na orla da lagoa costuma ser mais intenso do que em outras regiões, o que pode prejudicar o equilíbrio em cima da fita.

Universidade Federal de Minas Gerais

Sediada na região da Pampulha, e com privilegiada área verde, a Universidade Federal de Minas Gerais é uma ótima opção para a prática de esportes. Dentro do campus, um dos lugares mais procurados para a prática de Slackline é o Bosque da Música. Bastante arborizado, o local conta com muitos spots.

Uma dica para quem pretende ir aos finais de semana é fugir dos horários de jogos no Mineirão. Com os acessos para a região congestionados, fica difícil chegar à universidade.

Para quem está começando e quer fugir dos olhares dos curiosos, o extenso campus da UFMG oferece algumas opções de locais mais reservados do que as praças. Uma boa ideia para quem ainda está inseguro é usar colchões sob a fita, para amortecer possíveis quedas.

Andar na corda bamba não é uma tarefa fácil. Mas os adeptos do Slackline garantem: com empenho e dedicação, qualquer um pode praticar e se apaixonar pelo esporte.

Em qual dos lugares acima você pratica? Comente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *