As principais modalidades do slackline

No Brasil, o slackline ganha mais praticantes a cada dia, mas o que pouca gente sabe é que existem várias modalidades do esporte. As principais são Longline, Highline, Waterline, Trickline e Yogaline. Conheça um pouco mais de cada uma delas:

Longline: a sua prática acontece em uma fita com mais de 20 metros de comprimento. O grau de dificuldade do esporte se torna maior, pois uma fita tão longa exige um alto condicionamento físico e muito equilíbrio dos praticantes.

longline

Highline: é quando a fita é ancorada em uma altura maior do que 5 metros. Alguns slackers praticam a modalidade em alturas extremas, como quando amarram a fita entre uma montanha e outra. Isso exige que o praticante tenha algumas noções de alpinismo e um kit de proteção, para sua segurança.

Waterline: é o slackline praticado sobre a água, seja em cima de uma piscina, lagoa, rio ou mar. É uma boa para quem quer treinar novos movimentos, já que a queda acontece na água. Também é uma modalidade super refrescante, ideal para ser praticada no calor.

waterline-dubblegab1

Yogaline: exige muita concentração. Como o próprio nome já dá a entender, os praticantes dessa modalidade fazem os movimentos da Yoga tradicional em cima da fita. Não é nada fácil!

Trickline: é a modalidade mais praticada e conhecida do slackline. Geralmente, acontece a partir de 60 cm de altura e permite ao slacker a execução de manobras de saltos e equilíbrio extremo.

            Não importa qual é a modalidade, a verdade é uma só: o slackline é um esporte que faz bem para o corpo e para a mente! O melhor? Ele pode ser praticado por qualquer pessoa e em espaços públicos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *