5 dicas para escolher a fita de longline ideal

Escolher uma fita de longline ideal pode ser um verdadeiro desafio. É preciso ter em consideração o comprimento da fita, a sua espessura, o tipo da fita (se a fita é tubular ou não) e também é preciso levar em consideração o seu orçamento na hora da compra.

Além de todas essas preocupações, ainda é preciso levar em consideração também o seu sistema de ancoragem para a montagem de todo o seu kit de slackline.

Sabendo de todas essas questões, o artigo de hoje é especial para você que deseja montar o seu primeiro longline. Serão disponibilizadas 5 dicas para que você escolha sua fita de longline de maneira correta. Continue lendo!

Dica #1: A sua fita deve ter cerca 25 metros de comprimento!

Quando falamos de uma fita de longline, normalmente já estamos mencionando uma fita com comprimento considerável.

Em distâncias menores do que 20 metros, a prática do longline não se enquadra, portanto, já comece a escolher a sua fita de acordo com essa informação.

Se você é iniciante nessa modalidade, começar com uma fita com um comprimento em torno de 25 metros pode ser ideal e inclusive mais barato para o seu orçamento!

Dica #2: Utilize uma fita com 25mm de espessura!

As fitas de 25mm são bem mais estáveis que as “tradicionais” fitas de 50mm ( que normalmente são indicadas para o público iniciante ).

Essa espessura garante que você tenha um maior controle do seu equilíbrio em longas distâncias, já que essa fita também é menos influenciada pela ação do ambiente ( como ventos, por exemplo ).

Caso você seja iniciante e já tenha em mente o longline como meta, procure por já começar no esporte com essa espessura de fita.

Dica #3: Não importa se a fita é tubular ou não!

Pode surpreender muita gente, mas o tipo da sua fita não necessariamente importa nessa modalidade.

No caso do longline, a escolha do seu tipo de fita está diretamente relacionada ao seu gosto pessoal.

A fita de longline “flat” ( não tubular ) normalmente é menos estável e costuma ser mais “dura” para o praticante. No entanto, essa corda tende a ser mais fácil de tensionar e também tende a ser mais fácil para realizar manobras.

Já o caso da fita de longline tubular, elas costumam ser mais estáveis e mais “macias” para o atleta. Porém, diferente da fita “flat”, ela tende a ser mais difícil de tensionar e realizar manobras nesse tipo de corda fica praticamente impossível.

Por essa razão, a escolha fica por sua conta!

Dica #4: Pense no seu sistema de ancoragem!

Existem inúmeras maneiras de ancorar a sua fita de slackline. Todavia, como estamos falando de fitas com um comprimento considerável, é importante que você tenha em mente se o seu sistema será o suficiente para dar a tensão na sua fita.

Normalmente, no caso de uma fita de longline, o sistema primitivo é muito utilizado. Ele consiste em uma rápida montagem com uma cinta de ancoragem, mosquetão e linelock.

Lembre-se que o tipo da fita nesse caso faz uma grande diferença. Caso você tenha que optar por comprar novos equipamentos para ancoragem, leve em consideração o seu orçamento, que é a nossa próxima dica!

Dica #5: Estipule um orçamento!

Pode parecer simples, mas um kit completo de longline pode acabar custando um valor considerável. O comprimento da corda e os equipamentos auxiliares ( como mosquetões ) podem encarecer bastante a “brincadeira”, e caso você seja um iniciante e não tenha muita verba disponível, pode ser interessante já estipular um orçamento inicial.

Dessa forma, você não fica tentado a comprar equipamentos que você realmente não vai utilizar em sua totalidade (como uma fita de 100 metros, por exemplo) e vai acabar optando por um sistema com um melhor custo-benefício.

Ainda ficou com dúvidas? Deixe um comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *